5 Curiosidades de Maceió que vão te surpreender

Existem curiosidades de Maceió que farão você se encantar ainda mais pela cidade sorriso. Saiba quais são elas e conheça um pouco mais da cultura de um dos destinos mais cobiçados do país!

 

O ditado “sem eira nem beira” não nasceu aqui

Eira, beira e tribeira de uma casa de período colonial - Curiosidades de Maceió

Foto: Reprodução

Na época colonial, eira, beira e tribeira eram partes do telhado das casas de quem tinha poder aquisitivo. Elas eram colocadas nas edificações, principalmente, como forma de mostrar a riqueza de quem morava lá.

Em muitos lugares, se diz que a expressão nasceu em Maceió. Entretanto, essa afirmação está equivocada. A verdade é que a expressão surgiu ainda em Portugal, antes da invasão dos portugueses, mas tinha o mesmo cunho separatista.

As casas dos menos afortunados só possuíam uma das partes mencionadas, a tribeira. Por isso, os ricos costumavam dizer que “fulano não tem eira e beira”. Os de classe média colocavam eira ou beira.

 

Réplica oficial da Estátua da Liberdade

A estátua da Liberdade de Maceió pertence ao catálogo da empresa do criador da estátua original

Foto: Reprodução

Uma outra curiosidade de Maceió é a respeito de uma estátua. A capital alagoana estaria entre as poucas cidades que possuem uma réplica original da Estátua da Liberdade americana. De acordo com algumas fontes, só existiriam apenas três estátuas no mundo. A principal em Nova York, outra de tamanho mediano em Paris e a menor em Maceió.

Você deve estar se perguntando o motivo de a capital alagoana ser a escolhida para receber tamanha honraria do Tio Sam. As mesmas fontes contam que ela foi de autoria do  francês Frédéric Auguste Bartholdi e com produção original pela fundição Val D’osne.

A segunda informação é verdade, entretanto a primeira trata-se de um equívoco, como explica o site História de Alagoas: cidades como o Rio de Janeiro, por exemplo, possuem cópias dessa mesma empresa, que produzia a estátua sob encomenda. Entretanto, ainda trata-se de um belo exemplar em menor proporção da mesma estátua que se encontra na terra dos ianques. Vale a visita!

 

Clarice Lispector viveu em Maceió

A Hora da Estrela, de Clarice Lispector, tem como personagem principal uma alagoana

Foto: Reprodução

Maceió foi a primeira cidade brasileira a acolher Clarice Lispector, após a vinda de sua família da Ucrânia para o Brasil. A escritora viveu parte da infância na cidade, mais precisamente, entre os anos de 1922 e 1925.

Um dos nomes mais célebres da literatura brasileira, Clarice ambientou o início da vida de  uma de suas principais personagens, Macabéa do romance “A Hora da Estrela”, no sertão alagoano. Prova de que o estado e a capital permaneceram afetivamente em seu imaginário.

 

Um coqueiro de Maceió virou patrimônio da cidade

Coqueiro Gogó da Ema, que ficava localizada na Ponta Verde

Foto: Maceió Antiga

Um famoso coqueiro de forma inusitada ficou famoso na capital alagoana: o Gogó da Ema, como era chamado. Por conta de seu formato curvado, o coqueiro que ficava na orla da Ponta Verde foi objeto de pinturas, músicas e fotos da época. Consequentemente, se tornou um ícone e uma das curiosidades de Maceió.

Entretanto, infelizmente ele acabou caindo em 1955. Só que seu valor histórico continua preservado em formato de memorial, que possui seu nome e está instalado no local onde ele nasceu.

Além disso, existe uma praia chamada de Sete Coqueiros, no bairro da Pajuçara. Esse nome foi dado a ela por conta da existência de sete coqueiros que nasceram estrategicamente posicionados em uma área da praia. Os coqueiros originais não existem mais, mas novas mudas foram plantadas próximos ao local em que eles ficavam.

 

Maceió é berço dos dois primeiros presidentes do país

Alagoas é conhecida como a terra dos marechais - Curiosidades de Maceió

Foto: Reprodução

Apelidada de Terra dos Marechais, Maceió é conhecida por ser berço dos dois primeiros presidentes do país. Deodoro da Fonseca foi o primeiro presidente da república e Floriano Peixoto, também militar, foi o primeiro vice-presidente. Com a saída de Deodoro, ele assumiu o mais alto cargo do poder executivo.

 

Curiosidade bônus: Passaporte

O passaporte é uma das curiosidades de Maceió

Foto: Passaporte do Moral

Por fim, a mais engraçada das curiosidades de Maceió: o passaporte na capital alagoana não é apenas um simples documento necessário para as viagens  internacionais. Ele dá nome a um dos sanduíches mais populares na cidade. A receita é de autoria do gaúcho Milton Braun.

Após desfazer uma sociedade na década de 1970, ele montou algo parecido com o que hoje conhecemos por food truck. O empreendimento foi intitulado de “Passaporte do Gaúcho”, uma vez que  aquele seria seu “passaporte” para continuar vivendo com a família em Maceió.

A receita é,basicamente, a de um cachorro quente muito incrementado. O clássico “Passaporte” é composto por um pão macio, carne moída (bem temperada), salsicha, verduras, queijo parmesão ralado e bastante maionese.


E aí, gostou de saber um pouco mais sobre as curiosidades de Maceió? Aproveite para adentrar um pouco mais em nossa cultura conhecendo nosso artesanato! Além disso, cadastre-se em nossa newsletter para saber sempre que sair conteúdo novo no blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *