Dicionário alagoanês: conheça o significado das principais gírias utilizadas em Alagoas

A língua e os vícios de linguagem mostram muito sobre as características de um povo, e ainda que o alagoano não goste muito de admitir, o sotaque e as gírias são predominantes na região. Divertido e até mesmo curioso para alguns, o dialeto do dicionário alagoanês reúne uma série de expressões que só quem é da terrinha sabe. 

Dicionário Alagoanês

Foto: Kaio Fragoso – Reprodução

Em qual outro lugar do mundo se ouviu falar em labafero? E ainda, onde já se viu andar por aí “mangando” dos outros com seus “pariceiros”? Se você não entendeu nada do que dissemos e quer conhecer um pouco mais sobre o dicionário alagoanês, não se aperreie! Listamos abaixo algumas das expressões mais famosas como essas, confira! 

Gírias e expressões do dicionário alagoanês

Abestaiado – bobo, tolo;

Abusado – impaciente, irritado;

Amostrada – metida;

Aperreio – agonia, pressa, desespero;

Arenga – discussão tola;

Avalie – imagine!;

Avia – adiante! rápido!;

Azogado – pessoa inquieta;

Bagaceira – estrago grande;

Bate entope – comida que não digere;

Bexiguenta – pessoa difícil de aturar/ruim;

Bigú – carona;

Birilo – grampo de cabelo;

Brenha/Biboca/Baixa da Égua – lugar distante ou esquisito;

Broco – atrapalhado;

Brocoió – idiota;

Buchuda – mulher grávida;

Cabuloso – complicado, chato;

Catenga – lagartixa;

Caba de pêia – homem safado;

Cacete – surra;

Chimbra – bola de gude; 

Eita gota! / Eita boba! – expressão de espanto, surpresa, dor;

Encangado – junto, colado;

Fastio – sem fome;

Farrapão – pessoa que falta constantemente aos compromissos/encontros marcados;

Fulero – coisa fraca, homem frouxo;

Gaia – chifre, traição;

Galega – mulher loira;

Iapois – Com certeza (afirmação);

Inhaca – mau cheiro;

Invocado – pessoa irritada, com raiva;

Liso – pessoa sem dinheiro;

Lomba – coisa engraçada;

Mangar – rir de alguém;

Macaxeira – aipim;

Maloqueiro – vagabundo;

Migué – mentira;

Morgado – desanimado;

Mundiça – ralé, pessoa sem educação, farofeiro; 

Muriçoca – pernilongo;

Muganga – palhaçada; 

Pariceiro – amigo, colega;

Pantinho – frescura; 

Paia/Peba – fraco, ruim;

Peidado – indignado;

Presepada – algo ridículo, sem noção;

Pirangueiro – mão de vaca;

Pocar – estourar, romper ;

Pomba leza – pessoa desligada;

Rafamé – Malandro;

Resenha – coisa engraçada; 

Ronxa – mancha de pancada no corpo;

Rolo – negócio;

Vôte/Oxe – espanto/surpresa;

Zuada – barulho. 

 

Viu só? Se você é alagoano e chegou até o final deste post, se deu conta do tanto de regionalidade que existe no dialeto de quem vive em Alagoas. Já para você que é turista, agora pode vir tranquilo! Com esse dicionário alagoanês você já vai chegar falando a “nossa língua”. 


Não deixe de conferir os outros conteúdos do blog de Porto da Praia, por aqui você vai encontrar dicas de viagem e os melhores roteiros para conhecer e se encantar com cada parte da terra do sol!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *